Fibras

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo diário de pelo menos 25g de fibra.

Fibras para proteção cardiovascular

Um estudo recente da revista Time revelou que cada aumento de 10g de fibras por dia, em média, está associado a um risco 15% menor de morte por doenças cardíacas. O estudo sugeriu que pacientes com ataque do coração se beneficiaram da adição de fibras na dieta diária.

Alimentos ricos em fibras podem combater inflamações, um gatilho potencial para ataques cardíacos, bem como manter baixos os níveis de colesterol LDL, que pode se acumular nas artérias do coração.

Fibras: nutrição para a flora intestinal

Para prevenir o déficit de fibras, é importante uma alimentação mais integral, variada e equilibrada, que contenha farelos, aveia, frutas, nozes, verduras, legumes e grãos.

A saúde começa pela alimentação e digestão adequadas, e nossas bactérias intestinais nos ajudam muito para isto. Por isso, precisamos alimentar nossa flora intestinal e garantir um funcionamento adequado do intestino.

Fontes: frutas, legumes, leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha, ervilha), cereais (aveia, cevada), sementes (girassol, linhaça, sarraceno, chia) e castanhas (amêndoa, castanha do pará, castanha de caju, nozes, macadâmia – exceto amendoim).